Wagner L. A.

Professor & Pesquisador

IFNMG, Montes Claros

Bacharel em Física

Doutor em Engenharia Nuclear

Redes sociais
  • principal
  • ensino
  • utilitários
  • acesso restrito
  • contato

Página inicial

Professor do IFNMG

 Professor do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais. Bacharel em Física pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2008) e doutor (2014) pelo Departamento de Engenharia Nuclear da UFMG, onde também realizou um pós-doutorado (2014 - 2015). Desenvolve pesquisas na área de aceleradores de partículas, geradores neutrônicos e intrumentação para a radioterapia. Tem interesse na área de prototipagem e desenvolvimento de instrumentos tecnológicos.  

Ensino

Turmas    2015 - 2017
Experiência  
  • Engenharia Básica

    Cálculo Diferencial e Integral 1 (ementa)
    Cálculo Diferencial e Integral 2 (ementa)
    Cálculo Diferencial e Integral 3 (ementa)
    Geometria Analítica e Algebra Linear (ementa)
    Equações Diferenciais A (ementa)
    Equações Diferenciais B (ementa)
    Equações Diferenciais C (ementa)
    Fundamentos de Mecânica (ementa)
    Fundamentos de Oscilações, Ondas e Óptica (ementa)
    Fundamentos de Termodinâmica (ementa)
    Fundamentos de Eletromagnetismo (ementa)
    Introdução a Física Quântica (ementa)
  • Física e Engenharia Elétrica

    Eletromagnetismo I (ementa)
    Eletromagnetismo II (ementa)
  • Engenharia Nuclear

    Interação da Radiação com a Matéria (ementa)
    Radioproteção (ementa)

Utilitários

1. Leia cuidadosamente o problema!
2. Você conhece e compreende as definições de todas as palavras e termos usados ​​no problema? Se não, procure-os com a ajuda do índice do seu livro. Se você ainda não os entende muito bem, tente outro livro. Tentar resolver um problema sem saber exatamente o que ele solicita é inútil; seu tempo seria melhor gasto na aprendizagem de definições e princípios elementares.
3. Liste todos dados e considerações do enunciado. Algumas informações importantes, podem não ser afirmadas explicitamente, mas são compreendidas pelo contexto do problema. Por exemplo:
a) Problemas de mecânica muitas vezes se referem, sem deixar explícito, situações sobre a superfície da terra, em que g = 9,8 m/s2, aproximadamente.
b) A resistência do ar e o atrito são normalmente negligenciados (tratados como desprezíveis), a menos que o problema informe o contrário.
4. Imagine um experimento mental com a situação proposta no problema.
5. Faça um diagrama para ajudar a visualizar a situação física. Esboce e expresse as grandezas no diagrama, inserindo quaisquer valores dados.
6. Decida qual parte do desenvolvimento é necessária. Liste e expresse, no diagrama, todas as incógnitas relevantes.
7. Considere a situação com cuidado. Isso requer que pense cautelosamente no desenvolvimento. Liste os princípios que se aplicam a este problema. Verifique duas vezes: você tem certeza que se aplicam? Anote os princípios em forma de equações.
8. Pare para pensar sobre o que você tem agora. Decida quais combinações de fatos, equações e princípios irá mais eficientemente conduzir ao resultado desejado. Se necessário, divida o problema em partes menores que são mais fáceis de manusear. Adicione aproximações se a precisão for dispensável. Alguns fatos mencionados no enunciado podem ser desnecessários, então ignore-os se você tiver certeza que eles não se aplicam.
9. Você pode precisar de algumas equações ou teoremas de matemática pura. Liste aquelas que você acha que pode ajudar. Procure-as ou as deduza se você tiver a menor dúvida sobre a confiabilidade de sua memória.
10. Resolva o problema matematicamente para a variável desejada (ou variáveis), sem contudo inserir valores numéricos.
11. Decida o sistema unidade que você irá usar e converta a totalidade dos dados para as unidades do sistema escolhido.
12. Insira os valores numéricos fornecidos para o resultado matemático e execute as operações para obter a solução.
13. Verifique cada resposta. Pense nisso criticamente. É razoável? Faça verificações independentes sobre a resposta. Compare cada resposta com algo com o qual você está familiarizado.
14. Se a "resposta" é uma equação, teste-a com valores simples ou para casos simples, onde você tem certeza dos resultados.
15. Nunca submeta o seu primeiro desenvolvimento do problema. Reorganize e reescreva-o, explicando os motivos de todas as etapas (exceto para as operações elementares óbvias). Este processo pode parecer um trabalho extra desnecessário, mas é parte do processo importante de comunicar sua compreensão para os outros e realizá-lo irá reforçar o seu próprio entendimento. Pode até esclarecer alguns pontos em sua mente ou mesmo expor um buraco ou erro que você poderia ter cometido.

 

01
  Velocidade da luz no vácuo (c)
  299.792,458 km s-1
02
  Constante da Gravitação Universal (G)
  6,672 59 x 10-11 N m2 kg-2
03
  Constante de Wien
  2,897 756 x 107 Å K
04
  Constante de Wien
  2,897 756 x 10-3 m K
05
  Constante de Stefan-Boltzmann
  5,670 51 x 10-8 W m-2 K-4
06
  Constante de Planck (h)
  6,626 075 x 10-34 J s
07
  Primeira constante da Lei da radiação (c1)
  3,741 775 x 10-16 W m2
08
  Segunda constante da Lei da radiação (c2)
  1,438 769 x 10-2 m K
09
  Carga do elétron (e)
  -1,602 177 x 10-19 C
10
  Massa do elétron em repouso (moe)
  9,109 389 x 10-31 kg
11
  Massa do próton em repouso (mop)
  1,672 623 x 10-27 kg
12
  Massa do nêutron em repouso (mon)
  1,674 928 x 10-27 kg
13
  Massa do átomo de hidrogênio (mH)
  1,673 4 x 10-27 kg
14
  Relação (e/moe)
  1,758 819 x 1011 C kg-1
15
  Relação h/e
  4,1356 x 10-15 J s C-1
16
  Fator de conversão massa-energia
  1 g = 5,61 x 1026 MeV
17
  Unidade de massa atômica (u)
  1,660 540 x 10-27 kg
18
  Equivalência da unidade de massa atômica
  931,141 MeV
19
  Equivalência da massa do elétron em repouso
  0,510 999 MeV
20
  Equivalência da massa do próton em repouso
  938,272 MeV
21
  Equivalência da massa do nêutron em repouso
  939,565 MeV
22
  Massa atômica do nêutron
  1,008 664 904 u
23
  Massa atômica do próton
  1,007 276 470 u
24
  Massa atômica do dêuteron
  2,013 553 214 u
25
  Relação mop/moe
  1836,152 701
26
  Relação mon/moe
  1838,683 662
27
  Relação mon/mop
  1,001 378 404
28
  Comprimento de onda Compton para o elétron
  2,4262 x 10-12 m
29
  Comprimento de onda Compton para o próton
  1,3214 x 10-15 m
30
  Constante dos gases perfeitos (Ro)
  8,314 510 J K-1 mol-1
31
  Número de Avogadro (No)
  6,022 136 x 1023 mol-1
32
  Constante de Boltzmann k = Ro/No
  1,380 658 x 10-23 J K-1
33
  Constante de Rydberg (RH)
  1,097 373 15 x 107 m-1
34
  Raio clássico do elétron (re)
  2,817 940 x 10-15 m
35
  Equivalente de 1 elétron-Volt
  1,602 177 x 10-19 J
36
  Constante de Coulomb (Ko)
  8,9874 x 109 N m2 C-2
37
  Permissividade do vácuo (εo)
  8,854 187 x 10-12 C2 N-1 m-2
38
  Permeabilidade do vácuo (µo)
  1,256 637 x 10-6 m kg C-2
39
  Constante magnética (Km)
  1,0000 x 10-7 m kg C-2
40
  Zero absoluto
  - 273,16 ºC
41
  Equivalente mecânico da caloria
  4,1840 J
42
  Temperatura correspondente a 1 eV
  11.606 K
43
  Comprimento de onda correspondente a 1 eV
  1.239,843 nm
44
  Aceleração normal da gravidade (go)
  9,806 65 m s-2

 

Acesso restrito


Usuário:
Senha:    

Contato

Informações
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais
  • Rua Dois, 300 - Village do Lago I, Montes Claros - MG, 39404-058
  • Email: wagner.leite@ifnmg.edu.br
  • Telefone: +55 (38) 988360596
  • Website: www.drwagner.pro.br
Atendimento
    O atendimento ao discente do IFNMG - Montes Claros ocorre às sextas-feiras, das 11:00 às 12:00 e das 15:10 às 16:10, no Laboratório de Fenômenos Físicos (Prédio I).

Formulário de contato

Wagner Leite Araujo Professor de física do IFNMG Física Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo Wagner Leite Araujo Professor de física do IFNMG Física Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo Wagner Leite Araujo Professor de física do IFNMG Física Instituto Federal do Norte Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo Wagner Leite Araujo Professor de física do IFNMG Física Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo Wagner Leite Araujo Professor de física do IFNMG Física Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo Wagner Leite Araujo Professor de física do IFMG Física Instituto Federal de Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo Wagner Leite Araujo Professor de física do IFNMG Física Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Página do Professor Dr. Wagner Leite Araujo